Disney anuncia expansão do parque em Paris.

Sakura|2018-04-20

A Walt Disney Company anunciou nesta terça-feira (27/02) que planeja investir 2 bilhões de euros na expansão da Disneyland Paris, na França. O projeto de ampliação do parque, com início previsto para 2021, inclui três novas áreas, inspiradas nos heróis da Marvel e nos filmes Frozen e Star Wars.
O anúncio foi feito após uma reunião entre o presidente da França, Emmanuel Macron, e o CEO da Disney, Robert Iger, no Palácio do Eliseu, na capital francesa.
Em comunicado, a empresa americana descreveu o projeto como "um dos mais ambiciosos" da história do parque parisiense desde sua inauguração, há mais de 25 anos. 

"A ampliação vai incorporar personagens emblemáticos e histórias incomparáveis para criar novos mundos, atrações e entretenimento, que vão melhorar ainda mais a experiência dos visitantes e impulsionar novas oportunidades para o turismo desta dinâmica região", disse Iger na nota.
Macron, por sua vez, agradeceu ao CEO pelo "investimento a longo prazo e o forte comprometimento" da Walt Disney Company com o país europeu. "Sua confiança mostra que a França está de volta", escreveu o presidente francês no Twitter.
Além das novas áreas temáticas, o projeto bilionário inclui ainda a construção de um lago artificial, que concentrará espetáculos de entretenimento ao vivo e ligará cada um dos novos espaços. A expansão deve ser lançada em fases e ainda não tem previsão para ser concluída.
Segundo a empresa, a Disneyland Paris é o principal destino turístico europeu, tendo recebido mais de 320 milhões de visitantes desde sua abertura, em 1992. Ela conta atualmente com dois parques temáticos, sete hotéis e uma área de lazer, a Disney Village, de 30 mil metros quadrados.
O parque corresponde a 6,2% da receita da França com turismo, segundo estatísticas oficiais divulgadas pela empresa, além de empregar 16 mil pessoas de aproximadamente 100 nacionalidades.

Preço da gasolina fica estável na semana, afirma ANP

Depois de registrar pequena queda na semana anterior ao Carnaval, o preço da gasolina no país ficou estável na semana passada, de acordo com a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis).
Segundo a pesquisa de preços da agência, o litro de gasolina foi vendido na semana passada a R$ 4,212, na média nacional, mesmo valor da semana anterior.
Antes do Carnaval, a pesquisa detectou uma queda de 0,21% no preço do combustível nos postos brasileiros. Foi a primeira redução em quatro meses.

No dia 7 de fevereiro, o governo anunciou que pediria investigação sobre supostos cartéis que estariam impedindo o repasse às bombas de cortes promovidos pela Petrobras desde o início do ano.
+ S&P rebaixa nota da Odebrecht por risco em reestruturação da dívida
No mesmo dia, a Petrobras anunciou que mudaria sua política de divulgação de preços, passando a publicar em seu site o valor em reais por litro, em vez dos percentuais de reajuste. O objetivo, disse a empresa, é dar maior transparência ao consumidor. A medida começou a vigorar nesta segunda (19).
Nesta terça (20), a gasolina nas refinarias da estatal era de R$ 1,5148 por litro. Nesta quarta (21), subirá para R$ 1,5432, alta de 1,8%. A parcela da estatal corresponde a cerca de 30% do preço final do produto. O restante é formado por impostos e margens de distribuidoras e postos.
A pesquisa da ANP mostra que os postos ampliaram sua margem na última semana, de R$ 0,443 para R$ 0,458 por litro, alta de 3,4%, na média nacional. O preço do diesel, que também havia caído antes do Carnaval, teve pequena alta na última semana, de acordo com os dados da ANP, passando de R$ 3,388 para R$ 3,390 por litro.
A pesquisa da ANP geralmente é divulgada às sextas, mas foi adiada na semana passada por causa do feriado de Carnaval. Com informações da Folhapress.