O Outro Lado do Paraíso: Beth chantageia médicos para doar rim para Adriana

A advogada aceita bem o órgão, mas a mãe reage mal à cirurgia

Em estágio terminal e com previsão de vida de apenas um mês, Adriana (Julia Dalavia) vai receber um transplante de rim nos próximos capítulos da novela "O Outro Lado do Paraíso". Embora sofra de cirrose por conta do alcoolismo e seja impedida de doar o órgão, Beth (Gloria Pires), sua mãe, é quem será a doadora para a advogada. Isso só acontece porque a costureira faz chantagem com a equipe médica e ameaça se jogar na frente de um veículo para que a filha tenha acesso ao rim. As cenas irão ao ar no dia 20 de abril, adianta nesta terça-feira (20) o colunista de TV Daniel Castro.

'DOU MINHA VIDA PARA MINHA FILHA', DIZ BETH

Em conversa com a equipe médica, Beth desabafa e apela para a chantagem. "Ou aceita minha doação. Ou me atiro embaixo de um carro aqui mesmo, em frente ao hospital. E terá o rim para o transplante", diz em tom de ameaça. Os médicos resolvem, então, levar o caso para Samuel (Eriberto Leão) que fica abalado com o pedido da costureira. "Eu faço tudo para salvá-la. Dou minha própria vida. Pode entender o amor de uma mãe por uma filha?", questiona em tom de suplício. Na sequência seguinte, a mãe da advogada já estará sendo preparada para a cirurgia e pede que ninguém fique sabendo que foi ela a doadora. Beth faz tal pedido pois teme que o organismo da filha rejeite o órgão. A essa altura do folhetim, Jô (Bárbara Paz) já terá descoberto que pode doar o rim para a advogada, mas se nega a passar pela cirurgia.

BETH VAI PASSAR MAL APÓS OPERAÇÃO

Enquanto Adriana começa a se recuperar após seu corpo não rejeitar o órgão, a mãe não tem a mesma sorte. Em casa, a costureira vítima de crise de abstinência começa a passar mal e tem febre. Também filha dela, Clara (Bianca Bin) procura Mercedes (Fernanda Montenegro) para ter ajuda. "Ela perdeu a vontade de viver. O remédio ajuda o corpo. Mas quem perde a vontade de viver, vai viver como? É a vontade da alma que mantém a gente viva", inicia. "Tua mãe tá doente do corpo. O corpo pode tentar curar com meu remédio e os que os médicos dão. Mas pra o corpo ficar bom tem que ter a alma viva, cheia de luz", acrescenta a sensitiva, responsável pelos cuidados a Mariano (Juliano Cazarré) após a tentativa de assassinato de Sophia (Marieta Severo). "A luz dela tá se apagando, como a de uma vela que se acaba. Tua mãe precisa do amor da tua irmã. É o amor, Clara. O amor da tua irmã que ela precisa. Sem esse amor, ela vai se apagar como uma chama", conclui.

Artigos Recomendados